O futebol como solução

http://xafarica.weblog.com.pt/arquivo/futebol-sec%20XVIII.jpg
Charge sobre o futebol no século 18
 
O futebol como solução

Albenísio Fonseca

Certamente inspirado na Copa América, nos Jogos Panamericanos e no propósito de promover a Copa do Mundo no Brasil, mas principalmente na sua maior vocação não realizada, o presidente Luis Ignácio Lula da Silva propôs ao ex-revolucionário e agora presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, celebrar um jogo de futebol amistoso entre os chefes de Estado da América do Sul e seus colegas da América Central e do Caribe.
 
A partida já estaria programada para outubro, no Chile, conforme sugerido pelo próprio Lula. Em sua viagem pela região o mandatário brasileiro foi contemplado, no México e na Jamaica, com  camisas de futebol, número 10 e a identificação Lula da Silva nas costas.
 
Nossa política de embananamentos futebolares ganha muitos pontos com isso. Resgata – ao menos simbolicamente – o episódio do conflito entre ingleses e escoceses, em 1297, cujos soldados, à revelia dos seus generais, decidiram a peleja numa pelada.
 
Não ficou clara a intenção do presidente brasileiro, mas parece ser a de promover a paz entre os povos. Lula foi até distinguido com a medalha Martin Luther King, na Nicarágua. Poderia levar a crer, contudo, o desejo de converter o planeta, que é redondo qual uma bola, numa espécie de Granja do Torto.
 
Lula já promete – em tom de grande desafio – um jogo contra os chefes de Estado da Europa. Sugerimos que ocorra no Maracanã. Será a grande oportunidade de o presidente fazer calar a torcida com a exuberância dos seus dribles e chutes certeiros.
 
O futebol é sim, um jogo revolucionário. Talvez por isso o apego do presidente. Senão vejamos: é jogado com os pés, numa contrapartida às atividades sociais organizadas e praticadas sob controle das mãos. Por ser um esporte coletivo e, desse modo, contrariar os esportes individualistas das elites patriarcais dominantes. E, ainda, por dirigir as emoções do povo para uma disputa que tende sempre a terminar bem, ao contrário daqueles torneios da antiguidade que importava a
morte de um dos contendores.
 
Ora, como ocorre de perdermos a identificação com os mandatários, nos maravilharemos tendo-os como jogadores nesse ritual dramático. Sentiremos que farão por nós proezas
físicas e psíquicas, as quais partilharemos ao usufruirmos.  
Sim, os jogadores de futebol são heróis do povo e o goleador o maior deles. Será a grande chance do presidente Lula, melhor que JK, realizar seus oito anos de governo em apenas 90 minutos.
 
O exercício da ética no futebol é tão evoluído, presidente, que trouxe até mesmo a codificação de não se marcar uma falta que beneficie o adversário. Observe o bandeirinha, também há o impedimento, que proíbe receber a bola por trás da defesa. É visível o quanto as emoções elaboradas pelos jogadores, do mesmo modo que a dos chefes de Estado, correspondem, simultaneamente, às vividas pelos torcedores.
 
Há a hipótese de o futebol ter se originado do costume primitivo de chutar a cabeça dos inimigos para comemorar vitórias. Tornou-se num símbolo transfigurado do processo de luta pela vida, para atingir nossas metas. O que está em jogo, no entanto, é a disputa com o petróleo da Venezuela,
de Hugo Chavez, pela definição de um modelo energético para a região.
 
Chávez também esteve visitando aliados essa semana. Lula, na Nicarágua, não convenceu o presidente Ortega da opção pelo etanol, mas acordou o financiamento brasileiro para  projetos de hidroelétricas. No México, obteve um aceno de adesão para o Mercosul. Na Jamaica, bateu o martelo de mais uma usina com álcool e tecnologia Made in Brazil.
 
Ele passou, ainda, por Honduras e Panamá, acompanhado de 50 empresários, com o propósito de estreitar laços comerciais. Os da chuteira já estão bem ajustados. A viagem de Lula, quiçá para a FIFA, já é um sucesso.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: